6 de setembro de 2016

O Bode Leu: Pílulas Azuis


Em uma história autobiográfica, Frederik Peeters conta sua história. Sua; de sua parceira, Cati; e do filho dela. Somos levados por diversos pontos da história de ambos: como se conheceram, a vida à três, as inseguranças do casal, as visitas constantes aos médicos... Acontece que Cati e o filho são soropositivos.




 Frederik Peeters é um artista suíço, publicou Pílulas Azuis em 2001, e este foi seu primeiro trabalho a ser traduzido para o inglês. Ganhados dos prêmios Polish Jury Prize do Festival Internacional de Quadrinhos de Angoulême, aonde também foi indicado como melhor livro; assim como o Premio La Cárcel de Papel de melhor quadrinho estrangeiro na Espanha.

 
A história é primariamente, uma história de amor, entre Fred e Cati, e trata de assuntos pesados, tais como aceitação, preconceito e vida à três. A relação entre Fred e o filho de Cati tem tanto destaque quanto a de Fred e Cati propriamente ditas. As visitas do pequeno ao hospital, a realidade de crescer com a doença, e a pressão sobre a família são também grandes temas da história.

O título é obviamente uma referência à Matrix, aonde a pílula azul representa a fuga da realidade, se manter na fantasia gerada pro computador. Aqui, as pílulas azuis são justamente o contrário. As pílulas que Cati e seu filho precisam tomar diversas vezes por dia são um balde de água gelada, levando a todos para a realidade da doença, e o esforço para levar uma vida normal. 
 
Fred também sofre as pressões, seja na vida sexual com Cati, seja nas visitas frequentes ao médico para exames de rotina, seja ao ver as inseguranças da mulher. A história mostra certas facetas pouco abordadas sobre a vida com o HIV, mas ao mesmo tempo que mantêm um toque de humor e irreverência.

Esta é, sem a menor dúvida, uma excelente leitura, para todos.
 
O Bode


____________________________________

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog