3 de março de 2015

Desafio Corujesco 2015: Uma Biografia || Não Entre em Pânico

Não entre em pânico celebra a vida de um homo sapiens chamado Douglas Adams que, um belo dia num campo em Innsbruck, em 1971, teve uma ideia. Este livro é também a história do que essa ideia se tornou: O guia do mochileiro das galáxias – a série de rádio original que deu início a tudo, bem como sobre a “trilogia” de seis livros, a série de TV, o quase-filme, o jogo de computador, toalhas e o website que vieram depois. O aclamado autor Neil Gaiman também conta toda a história de Liff, o Universo de Dirk Gently, e tudo o mais em que Douglas trabalhou, incluindo sua coleção póstuma, O Salmão da Dúvida. Como o próprio Douglas afirmou, “é certamente o mais excepcional livro a ser escrito sobre O guia do mochileiro das galáxias desde hoje cedo”.
Não costumo ler muitas biografias. Não porque tenha alguma coisa contra elas – é mais uma questão de que ao ir à livraria, a maior parte dos títulos que você encontrará em destaque na sessão dedicada a elas será de celebridades contemporâneas que muito pouco me interessam.

Como quem vê cara não vê coração, acabo passando ao largo e nunca paro realmente para olhar o que existe de disponível em termos de biografias.

Volta e meia, contudo, uma delas me cai em mãos. Ano passado mesmo eu li parte das memórias de Winston Churchill, outro volume sobre Sir Richard Francis Burton e mais um sobre o Gaiman. Alguns outros títulos me chamaram a atenção quando lançados e entraram na lista de futuras leituras.

Não Entre em Pânico foi um desses volumes, e para minha felicidade, eu acabei ganhando-o de presente de Natal e assim ele veio parar na minha lista do Desafio Corujesco.

Há muitos motivos para se empolgar com essa biografia: primeiro, é sobre o Douglas Adams, um dos mais consagrados autores de humor e ficção científica; segundo, acompanha passo-passo a criação da fantástica série literária O Guia do Mochileiro dos Galáxias e terceiro, o autor é o Neil Gaiman.

Gaiman não é um biógrafo imparcial e isso é bastante claro em todas as páginas do livro – o carinho que ele tem tanto por Adams quanto por sua obra aparece nas entrelinhas. A narrativa é conduzida com uma informalidade que torna Não Entre em Pânico ainda mais saboroso: existe uma impressão de intimidade entre leitor, biógrafo, biografado e os amigos que emprestam seus testemunhos em várias entrevistas.

Dei boas risadas com algumas passagens – em especial a incapacidade crônica de cumprir qualquer tipo de prazo, surpreendi-me com o fato de que alguém que escrevia coisas tão engraçadas quanto o Adams sofresse com crises de depressão, e fiquei morrendo de vontade de reler o Guia.

Creio que mesmo que eu não fosse uma fã do trabalho do Adams, ainda assim Não Entre em Pânico seria uma leitura interessante por apresentar os bastidores não apenas da escrita da obra, mas de suas inúmeras adaptações para rádio, televisão, teatro, jogos e cinema. Em resumo? Eu adorei o livro e recomendo-o para todo mundo!

Nota:
(de 1 a 5, sendo: 1 – Não Gostei; 2 – Mais ou Menos; 3 – Gostei; 4 – Gostei muito; 5 – Excelente)

Ficha Bibliográfica

Título: Não Entre em Pânico - Douglas Adams & O Guia do Mochileiro das Galáxias
Autor: Neil Gaiman
Tradução: Leandro Durazzo
Editora: Novo Século
Ano: 2014
Número de páginas: 256

Onde Comprar

Amazon || Cultura || Saraiva


A Coruja


____________________________________

 

4 comentários:

  1. Quando vi essa biografia, fiquei louca. É a biografia de um dos meus autores favoritos escrita pelo meu autor favorito. Já vinha paquerando este livro já fazia um tempo e depois de ler sua resenha, decidi que preciso comprar esse livro logo haha

    Beijos!
    http://palavrasdeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Definitivamente, Yara, é um livro muito bom! Divertido, informativo, delicioso. Mais que recomendado ;)

      Excluir
  2. Ahhhhh eu dei esse livro de presente para o meu marido no último Natal! E ele ainda está lendo... e está adorando!
    No meu desafio eu li uma auto-biografia :-D
    http://leiturasdelaura.blogspot.com.br/2015/04/isadora-duncan-minha-vida.html
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagino mesmo que seu marido esteja adorando - o texto é muito leve, muito fluido e acho que mesmo alguém que não tenha biografias como um gênero de preferência gosta dele numa boa.

      Excluir

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog