31 de janeiro de 2015

A Vertigem das Listas: Uma Resolução Cumprida em 2014


Dé: Estamos chegando ao final do primeiro mês do ano, e (com alguma sorte) já estamos a todo vapor!

Nossas resoluções para 2015 estão sendo (ou não) colocadas em prática, e temos um ano inteiro pela frente, para podermos viver e nos tornarmos pessoas melhores (ou não).

Dani: Como assim, pessoas melhores? Eu quero é ser pior... ò_ó

Lulu: Bem, você pode ser a melhor em ser a pior...

Ísis: Foi mal, Dani, mas eu tô com o Dé nessa. Eu quero ser alguém melhor, porque tô precisando de melhoras urgentes... >.<

Dé: Mas... e as resoluções para 2014? O que aconteceu com elas? Foram cumpridas? Esquecemos delas? Dissemos “Foda-se essa porra toda, eu quero é farra”? Bom, aqui é o espaço aonde diremos a vocês Uma Resolução Cumprida em 2014!

Dani: E eu até desanimei ao reler a lista... - -“

Lulu: Eu tive a reação contrária. XD

Ísis: Meio a meio.

Dé: Eis que eu, Dé, o Bode, consegui cumprir mais da metade das minhas resoluções! Aeeee! (Dani: *palmas para o Dé*) Mas acho que a principal, ou as principais, resoluções estão ligadas. Mas como aqui é só uma, fica a que é, ao meu ver, a principal das cumpridas: “8. Emagrecer, no mínimo, 10 kgs até o final de 2014. O ideal seria emagrecer 15.”

Em 2014 eu consegui emagrecer os 10 quilos. Tive altos e baixos, claro. Estou passando por um baixo neste momento, para falar a verdade, uma vez que aumentei mais um quilo, mas eu cheguei a pesar 96 quilos este ano, e mantive tal peso por alguns meses!

Para comparação, vejam as fotos de antes (com 115 quilos, em 2012) e depois (96 quilos em 2014):


Dani: Bom, olhando para a minha lista me bateu uma depressãozinha... Eu realmente não consegui muitas das metas. Não abandonei o sedentarismo, nem o café, e infelizmente ainda não consegui visitar a Lulu em Recife (Ísis: Ainda marcamos – e realizamos – um encontro Coruja, tenho fé!). Mas pelo menos consegui algumas.

Uma delas foi praticar mais pintura, algo que eu realmente fiz, e muito, ano passado. Aprendi aquarela, uma técnica pela qual me apaixonei completamente, e vim praticando mais pintura acrílica. Também cheguei a abrir uma loja virtual. Mesmo que ela não tenha dado muito certo... mas abri mesmo assim. :D

E a meta da qual mais me orgulho é que de fato não surtei tanto quanto ano retrasado. Esse realmente foi um ano em que consegui passar com a cabeça mais fria e as emoções mais amenas, sem tantos dramas (tantos, porque um ou outro com certeza passei), e isso pra mim é um grande avanço. ^__^

Ísis: YAY! \o/

Que (MUITO) bom!!!

Lulu: Eu tento me esforçar em me colocar metas práticas todo ano. Não adianta ser muito ambiciosa em metas anuais – um ano é algo pra mim que conta como médio prazo e muitas das minhas metas verdadeiramente importantes têm um prazo mais longo.

Ísis: Concordo em número, gênero, grau, idioma, variação, abreviação etc. Enfim, concordo. XD

Lulu: Como o Dé, consegui cumprir um número razoável das metas da minha lista para 2014. Eu fui bem menos sedentária ao longo do ano passado (embora as chuvas fora de época tenham me atrapalhado um pouco pelo segundo semestre); encontrei com a Ísis e o Dé em Fortaleza (mas não deu pra ir ver a Dani...) e fui bater, sozinha, na Escócia (sou gente grande, mamãe!)

Ísis: HUAHUAHUAHUAHUA! Uma Rainha sem escolta... Estávamos todos preocupados....

Lulu: Mas a meta de que mais me orgulhei em 2014 foi a de conseguir me controlar para não comprar toneladas de livros novos para estocar na estante; priorizando trocas e, mais importante, lendo livros que eu tinha deixado acumulando poeira por anos depois de adquiri-los.

Ísis: PARABÉNS!!! Isso merece mais parabéns que data de aniversário... E estou com inveja também, como sempre. ^^’’

Lulu: Eu consegui ler em 2014 todos os livros que eu tinha comprado/ganho até o fim de 2013 – alguns volumes estavam na lista de espera há quatro, até cinco anos. A idéia de que eu estava só acumulando livros, comprando-os por comprar, me incomodava bastante (Ísis: DUAS!), então, fico feliz de ter conseguido melhorar nesse aspecto.

Ísis: Bem, eu meio-cumpri (sim, isso agora é uma palavra, não adianta me reclamar) quase todas. Vou destacar o controle do que como (embora eu ache que, em termos de controle de peso, não tenha feito tanta diferença), ou melhor, o controle do quanto eu como. Esse ano foi pra quantidade, e agora que está regulado, já comecei a tentar melhorar a variedade. Mas isso complica porque não tenho muita prática na cozinha e se for cozinhar trocentos pratos diferentes de uma só vez, passo o dia inteiro na cozinha (sério, sempre que tentei fazer 2-3 pratos diferentes, passei o dia – ou melhor: a tarde – inteiro(a) lá.

Gostaria de dizer que a tese foi a melhor, mas não estou particularmente satisfeita, então... Que a próxima (doutorado, se Deus quiser) seja beeeeeeem melhor...

Lulu: Contanto que você não coma comida estragada, estamos todos no lucro... Para quem não sabe, a Ísis não gosta de jogar comida fora e prefere comer mesmo depois de passado o prazo de validade... O que significou algumas visitas ao hospital desde que ela chegou ao Japão. Felizmente, ela tem mudado esse hábito...

Mas e vocês, pessoal? Conseguiram cumprir alguma das suas resoluções ano passado?

Uma Resolução Cumprida em 2014

1. Dé emagreceu dez quilos
2. Dani não surtou
3. Lulu leu livros acumulados por tempos
4. Ísis está controlando mais o que quanto come


____________________________________

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog