30 de outubro de 2014

Livros para Assistir: Berserk Golden Age Arc


Guts é um homem atormentado pelo seu passado. Ele viaja pelo mundo, buscando vingança do homem que lhe custou um olho, um braço e todos aqueles que ele se importava. Devido à Marca Amaldiçoada em seu pescoço, monstros, fantasmas e demônios seguem o Espadachim Negro aonde quer que ele vá. E pavimentam o caminho da vingança com seus corpos e sangue.


Lançada em 1990, pelo manga-ka Kentaro Miura, a série de Dark Fantasy (e põe DARK nisso!) Berserk tornou-se logo um enorme sucesso. Altos níveis de violência, sexo e magia permeiam as páginas desta série de mangá, que ainda é publicada, embora beeeeeeeeeeem lentamente. A trama é focada em Guts, o tal Espadachim Negro, que busca vingança contra Griffitth e uma cura para Casca, não necessariamente nesta ordem.

Vêem o aviso no canto? Ele tem motivos de estar ali!
Em 1997, o mangá recebeu a primeira adaptação para as telas, na forma de um anime de 25 episódios que abordou a "Era de Ouro" de Berserk, o passado dos personagens principais e como tudo desmoronou de forma espetacular. Foi assim que tive contato com a série, quando tinha uns 15-16 anos, e logo fui fisgado. Contudo, esta adaptação não teve um final propriamente dito, terminando deixando muito mais perguntas do que respostas, deixando milhares de fãs (inclusive eu, que não tinha acesso ao mangá na época) orfãos.


Eis que em 2012, um esforço para adaptar TODO o mangá foi iniciado, e os Estúdios 4ºC lançaram uma trilogia de filmes de Berserk, que abrangem toda a história da "Era de Ouro"! E como valeu a pena esperar!!! Primeiro, o traço e a animação estão de cair o queixo! Sério, está muito, mas muito, MAS MUITO MESMO, lindo! Personagens, equipamentos, cenários... TUDO está fantasticamente desenhado e animado! Basta olhar para as capas que ilustram esse post para se ter ideia.


Uma coisa que senti falta foi a abertura do antigo anime, "Forces", mas nem foi tanta falta assim, já que a trilha sonora é compatível com o resto dos filmes. Se puderem, assistam com o som original, japonês, já que o trabalho de dublagem deles é excepcional, embora tenham trocado os dubladores em relação ao anime original.

Griffith, Casca e Guts.
Novamente: essa trilogia não é para todo mundo. Houveram relatos de pessoas deixando os cinemas no meio do terceiro filme. Mas sendo bem justo, eu não os culpo. O clima É bem pesado, e não foi em nada aliviado em relação ao material original. Porém, se você tem estômago e gosta de fantasia, não tenho como recomendar mais essa trilogia de filmes. 

Assistam, e me digam o que acharam. E até o mês que vem, com mais Livros para Assistir!

O Bode


____________________________________

 

Um comentário:

  1. rapaz, esse eh pra quem quer ficar depressivo metade da vida! :)

    alias, nao sabia que essa coluna do Dé tinha obras baseadas em mangás. achei que era literalmente só livros! ^^'>

    gostei de ver! (ver, mesmo, pq nao me atrevo a ler essa obra, pelo menos nao antes de ela acabar...)

    ResponderExcluir

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog