31 de julho de 2014

Livros Para Assistir: Lua Negra


Após passar por algumas dificuldades na vida, que incluem a morte de sua namorada, Ted passa a viver com a família de sua irmã, Janet. Tudo parece bem de início e todos parecem felizes. Eis que Ted passa a apresentar comportamento um tanto estranho ao cair da noite, desaparecendo completamente. Até que o primeiro corpo aparece, atacado por um enorme animal identificado como um cão grande ou lobo. E apenas um dos membros da família tem noção do que realmente acontece: Thor, o pastor alemão.

Escrito por Wayne Smith, Thor é um livro atípico, ao menos ao meu ver. Escrito em primeira pessoa, o livro é narrado por ninguém mais que Thor, o pastor alemão do título. Isso dá uma perspectiva nova e aprofundada do relacionamento do cão com a família, assim como a divisão do mesmo acerca do conflito de Tio Ted, que hora é visto como uma ameaça e hora como membro da "matilha".


Em 1996, o livro foi adaptado para as telonas, sob o título de Lua Negra. Dirigido por Eric Red, conhecido por A Morte Pede Carona, o filme não conta com elenco promissor, contando apenas com Mariel Hemingway como nome conhecido. O filme foi um tremendo fracasso de crítica e de bilheterias, mas apesar disso sempre teve um lugar especial na minha memória, uma vez que foi um dos primeiros filmes de lobisomem que assisti na vida.


Quando se tem 12 anos, um filme que abre com uma cena de sexo seguida de um massacre com sangue voando, cortesia de um lobisomem enorme, costuma marcar. Assim sendo, passei anos e anos procurando pelo livro em sebos e pela internet.Quando encontrei o ebook na amazon não pensei duas vezes em comprar, e logo que li vi o quão diferente é o livro do filme. Como é normal, o roteiro tem de ser modificado para que funcione em outra mídia, mas as alterações aqui foram bem drásticas, tal como reduzir a família de 5 pessoas para apenas duas, mais o cachorro. 


Na parte técnica, não há muito que mereça crédito. Os locais de filmagem são de tirar o fôlego, com as florestas que circulam a casa da família e que servem de palco para a história. Infelizmente, maior parte das ponderações e dúvidas de Thor ficaram de fora, o que são um grande charme do livro. No filme, porém, a rixa entre Thor e Ted fica bem palpável, e por vezes o humano acaba se saindo um personagem muito ambíguo.


Assistindo ao filme hoje, não vou dizer que é um primor de qualidade, apesar de eu ainda adorar esse filme, e considerar que o lobisomem é um dos melhores que já vi no cinema, só perdendo para Um Lobisomem Americano em Londres, especialmente por não ser feito em computação gráfica ou pós produção e sim por fantasia e animatrônicos. Embora eu diga que o livro é muitas vezes superior ao filme, também recomendo que vejam a produção cinematográfica. 

Assistam e comentem, e até o mês que vem, com mais Livros para Assistir!

O Bode


____________________________________

 

3 comentários:

  1. Tenho a impressão de já ter visto você comentar sobre essa história... não sei se direto pra mim ou se num vertigem. Seja como for, fiquei curiosa. Você tem o filme para me emprestar? E o livro? Manda pela Ísis XD

    ResponderExcluir
  2. Haveria a possibilidade de me vender o livro?

    Havendo, responda-me pelo e-mail: pedrohenrique.martins@hotmail.com

    Obrigado,

    PH

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro foi lido em ebook, e em inglês, Pedro... procura pela amazon. ;)

      Excluir

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog