10 de junho de 2014

Projeto Dresden: White Night


“There was a sound like a human yawn, and then the skull turned slightly toward me and asked, "What's up, boss?"
"Evil's afoot."
"Well, sure," Bob said, "because it refuses to learn the metric system. Otherwise it'd be up to a meter by now.” 

A comunidade mágica de Chicago anda em polvorosa. Mulheres tem sido encontradas mortas, tendo cometido suicídio. Porém, Murphy não acredita que sejam suicídios e traz nosso mago favorito para o caso. As mulheres mortas, como logo é descoberto, são portadoras de talento mágico e aparentemente estão sendo o alvo de um homem muito alto, magro e que usa um manto cinza...

White Night começa com Harry tentando proteger a comunidade mágica local de um potencial assassino de mulheres, porém ELE é o principal suspeito da coisa toda. Como se a vida desse cara fosse simples, né? O nono livro da série Dresden Files é uma das poucas exceções no meu gosto em relação à série, e quem andou prestando atenção aos posts anteriores pode me condenar por soltar mais esse spoiler! XD

Aqui, temos uma boa visão de como é o resto do mundo sobrenatural: os mortais com talento, mas que não tem capacidade e/ou poder para serem chamados precisamente de magos. Se me perguntam, é uma organização bem lógica, quando se pensa um pouco. Toda a história de Unidos Venceremos e Farinha do Mesmo Saco, entendem.

Muita coisa importante acontece aqui, algumas com enormes consequências para o mundo mágico e em mais de uma maneira. E muitas delas com repercussões que durarão até o final da série, se me atrevo a dizer.

O Bode


____________________________________

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog