5 de abril de 2014

Gazeta de Longbourn Apresenta: A Truth Universally Acknowledged

A erudite collection of essays considers Jane Austen's lasting influence and popularity in literary circles as well as her work's reflection of humanity, in an anthology that includes pieces by such writers as Virginia Woolf, C. S. Lewis and E. M. Forster.
Fazia tempo que eu andava atrás desse livro, acho que praticamente desde de sua publicação, ainda que eu tenha demorado um bocado para consegui-lo... A sinopse pode ser resumida pelo subtítulo: trinta e três ensaios de autores consagrados e outros menos conhecidos (pelo menos aqui no Brasil) falando sobre Jane Austen e sua obra.

Gosto muito de crítica literária e tenho vários livros de ensaio nesse estilo – e não apenas sobre Jane Austen. Nem sempre, contudo, são volumes que acrescentam alguma coisa ao nosso conhecimento – há muitos volumes que servem mais como curiosidade biográfica. A Truth Universally Acknowledged foi assim uma grata surpresa, não apenas pela qualidade dos debates a que se propõem os autores, mas também pela regularidade dos ensaios, que são todos muito bons ou excelentes.

Há nomes que são conhecidos da crítica, como Harold Bloom e Virginia Woolf e outros que me pegaram desprevenida, como C. S. Lewis, o autor de As Crônicas de Nárnia. Há reflexões e novas interpretações de personagens e situações presentes em todos romances (o que é também algo surpreendente, visto que na maioria das vezes povo só se concentra em Orgulho e Preconceito), e também relatos autobiográficos que revelam a importância de Austen na vida desses autores. Fala-se dos livros, mas também dos filmes e séries, e dos leitores e fãs.

Eu já conhecia alguns dos ensaios presentes na coletânea de outras leituras – o capítulo de Bloom sobre Persuasão, por exemplo, está em O Cânone Ocidental. Creio que com alguma paciência seja possível encontrar a maioria dos ensaios em outros livros ou até na própria internet. A idéia de compilá-los, contudo, num único lugar, certamente ajuda na hora de buscar um volume de referência. E A Truth Universally Acknowledged é uma obra de referência por excelência, que todo janeite tem de ter na biblioteca para ler e reler sempre que possível.


A Coruja


____________________________________

 

2 comentários:

  1. Olá! Confesso que não sou muito chegada a livros que se dedicam a falar sobre críticas a livros, mas como é um sobre a obra da Jane Austen, até que fiquei interessada. Não só os críticos como a maioria dos leitores geralmente associam a Jane com Orgulho e preconceito, como se ela não tivesse escrito mais nada, que bom que o livro não é mais um nessa lista. =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um livro legal para ver a opinião de outras pessoas, para enxergar outros ângulos pelos quais são vimos a história. Acho que vale à pena para os leitores da Austen - é uma boa forma de perceber novas interpretações.

      Excluir

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog