22 de março de 2014

Para ler: Heartless

Alexia had found pregnancy relatively manageable, up to a point. That point having been some three weeks ago, at which juncture her natural reserves of control gave way to sentimentality. Only yesterday she had ended breakfast sobbing over the fried eggs because they looked at her funny. The pack had spent a good half hour trying to find a way to pacify her. Her husband was so worried he looked to start crying himself.
Acho que essa é a primeira vez que encontro um romance estilo de banca (e sim, a série do Protetorado das Sombrinhas tem um estilo de romance de banca) com uma heroína passando por todo o tipo de aventuras grávida. Normalmente nesses romances, gravidez é algo que se deixa para o felizes para sempre e apenas implícito... ou então aconteceu no passado remoto da mocinha e é algo que pode potencialmente acabar com sua reputação ou outras baboseiras do tipo.

Em Heartless, contudo, Alexia não está apenas grávida: ela está grávida de oito meses com um barrigão que a faz mais balançar que andar – e isso está longe de impedi-la de sair por aí com sua poderosa sombrinha dando conta de investigar o que está por trás de uma possível ameaça à Rainha Vitória.

Junto com o quinto e último volume da série (que eu li emendado nesse aqui, virando a noite para terminar e que resenho mês que vem), Heartless é a melhor parte da série, com um ritmo frenético, urgente e repleto de surpresas.

É difícil até decidir qual o ponto alto do livro. Há as hilariantes interações de Alexia com sua barriga e o infante-inconveniente, há Conall sendo ridiculamente protetor e fofo, há Biffy tentando se encontrar como lobisomem, há Lorde Akeldama sendo... bem, Lorde Akeldama, claro.

Há mudanças de endereço, destruição abundante, dirigíveis, explosões, uma alcatéia em polvorosa andando com comida por todos os bolsos por causa de sua faminta e “excessivamente grávida” (palavras dela) Senhora, fantasmas enlouquecidos e um robô assassino em forma de polvo gigante.

E, minha parte favorita: a explicação sobre o que realmente aconteceu no passado de Lorde Maccon, quando ele deixou seu clã na Escócia e foi ser Alpha dos Woolsey.

Sério, tem como não gostar de um livro assim?

Spin the parasol three times and repeat after me: I shield in the name of fashion. I accessorize for one and all. Pursuit of truth is my passion. This I vow by the great parasol.

A Coruja


____________________________________

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog