1 de fevereiro de 2014

Gazeta de Longbourn Apresenta: The Jane Austen Handbook

How to explain the sheer tingling joy one experiences when two interesting, complex, and occasionally aggravating characters have at last settled their misunderstandings and will live happily ever after, no matter what travails life might throw in their path, because Jane Austen said they will, and that's that? How to describe the exhilaration of being caught up in an unknown but glamorous world of balls and gowns and rides in open carriages with handsome young men? How to explain that the best part of Jane Austen's world is that sudden recognition that the characters are just like you?
Quando tivemos o Encontro Nacional da JASBRA, ano passado, para celebrar o bicentenário de Orgulho e Preconceito, a Adriana Zardini citou esse livro na palestra dela. Óbvio e ululante, tão logo cheguei em casa, coloquei-o na minha lista e pouco tempo depois, tendo encontrado o bendito numa prateleira da Livraria Cultura, meti-o debaixo do braço e o trouxe para casa.

The Jane Austen Handbook é um livro interessante para quem quer entender um pouco mais do contexto da época em que os romances da tia Jane se passam. Você pode lê-lo de uma capa ou outra – e é uma leitura bem divertida – ou pode pular capítulos, usando-o como um guia de maneiras ou uma enciclopédia, de acordo com os aspectos que você queira estudar.

Os capítulos são curtos e variam desde conselhos sobre como se vestir durante o dia até regras para se fazer a corte. Há um bom glossário para entender certas palavras e conceitos que não temos hoje em dia; acompanhado de ilustrações e pequenas inserções explicando detalhes como o motivo de Mr. Collins ser herdeiro de Longbourn.

E tudo é escrito com muito bom humor e várias referências a situações em que nossas heroínas favoritas se encontraram ao longo das páginas de seus respectivos romances.

Não é um livro essencial, do ponto de vista em que acredito que qualquer um pode usufruir da leitura de um romance de Austen sem precisar de detalhes sobre como se conduzia o ambiente doméstico da época... mas é bastante informativo, sem deixar de ser divertido e certamente pode ajudar àqueles que querem ir um pouco mais a fundo em suas interpretações do período no contexto das novelas.

Eu certamente recomendo.


A Coruja


____________________________________

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog