22 de fevereiro de 2014

A Vertigem das Listas: Duas Músicas Relaxantes


Dé: Existem dias ótimos. Existem dias bons. Existem dias ruins.

E existem aqueles dias, que seu despertador ficou sem bateria e você só acorda duas horas e meia depois do início do seu expediente, que seu animalzinho de estimação resolveu fazer suas necessidades fisiológicas na porta do seu quarto e que na sua pressa, você não viu e pisou, que não dá tempo de tomar café da manhã e você tem que pegar o ônibus lotado enquanto está verde de fome, que o trânsito está mais parado que o Pão de Açúcar e o busão passa 3 horas em um único quarteirão.


Lulu: Aí você comete assassinato em massa?

Ísis: Parece-me que sim.

Dé: E, quando depois de todos estes desafios urbanos, você chega no trabalho suado, todo amarrotado, cheirando mal, cansado, esfomeado e estressado... Para lembrar que é feriado. Nestas horas, caros leitores, tudo que queremos é imitar o Michael Douglas em Um Dia de Fúria.

Ísis: Várias vezes já ouvi gente dizendo que algo assim aconteceu... Como é possível esquecer um dia de folga? OO

Dani: Concordo. Taí um dia que eu definitivamente jamais me esqueço!

Dé: Esquecer um dia de folga?

Mas, continuando... Como somos pessoas civilizadas e não desejamos ir pra prisão por termos nos tornado assassinos em massa, usamos uma alternativa: músicas relaxantes.


Lulu: Não vale, quero assassinatos em massa!

Ísis: Eita, depois diz que não é alterada.

Dani: É a “Síndrome Dexter”...

Dé: Sim, meus caros, antes que a Lu decida usar armas de destruição em massa, explico a razão para este rodeio todo, que é chegar no tema desde mês: Duas Músicas Relaxantes!

Minha primeira escolha é um tanto quanto incomum para uma música para relaxar, mas eu sou uma pessoa estranha. No caso é uma música chamada Warrior da banda de heavy metal americana Disturbed.


Não exatamente o que se espera de uma música para relaxar, mas por increça que parível (Ísis: LOL), funciona super bem para mim.


Dani: Heavy Metal é relaxante para você? Isso explica algumas coisas...

Lulu: Ok, então... para minha primeira escolha do vertigem esse mês, vou indicar a melodia Kisses and Cake de John Powell, da trilha sonora de P.S.: Eu Te Amo.

Essa canção me encantou desde a primeira vez que a escutei e ela me faz entrar quase em estado de nirvana criativa. Eu já escrevi muitas cenas tendo-a por fundo. Pra mim, a música dela é uma história em si e sempre me deixa sorrindo como quem ficou fora de ar.



Dé: Que música mais fofinha, Lu. Vindo logo depois da minha, então... sons em alto contraste, por aqui. =P

Ísis: Concordo com o Dé. É fofa, mesmo.

Bem, então, eu não tenho uma música de relaxar... Só músicas de estimular/alegrar, ou de chorar. Havia um CD de sons de água com alguns instrumentos, que era o mais próximo de relaxante que tinha, mas as músicas sumiram do meu drive e não tenho o CD original aqui no Japão.

Então vou com essa aqui: Pimeä onni é finlandesa, e eu me apaixonei por essa música. <3



Lulu: Apaixonei. *.*

Dani: Nossa, essa é linda!

Dé: Uma música que eu nunca tinha ouvido falar, de uma nacionalidade que eu não tenho costume de ver no cenário musical (excetuando Nightwish, claro). Escolha interessante, Isis. ^^

Ísis: Descobri há dois anos que as músicas pop finlandesas e suecas são muuuuuuuito bonitas, mas, em geral, também são muuuuuuitoooo tristes... ^^’’

Dani: Bom, para mim, para relaxar (e para quando estou meio deprê) é sempre música clássica. Como em geral não há letra, então só me deixo perder na melodia, e os sons fazem o resto. Uma das minhas preferidas para isso é com certeza Noturno Opus 9 N.2


Lulu: Eu também gosto muito de Chopin e outro Noturno dele, o Noturno em Mi menor foi uma das principais inspirações por trás de uma das minhas histórias - aliás, acho que depois vou publicar Madrigal aqui...

Dé: Minha segunda escolha é completamente diferente da primeira. A primeira é quando estou MUITO P*** e preciso me acalmar, para acabar não socando ninguém. Esta segunda é para aquelas horas que estou com tanta coisa na cabeça que acabo não conseguindo funcionar.

Nestas horas, a Sonata número 14, a Sonata ao Luar, de Beethoven, consegue me acalmar, me ajudando a eliminar da cabeça tudo que não preciso, e volto a funcionar.



Ísis: LINDA!!! Amo essa! \^.^/

Dé: E sim, sei que não pareço o tipo que gosta de música clássica, mas eu adoro. xD

Dani: Engraçado, para mim essa é para quando estou deprê total, quase pulando de uma janela... Acho essa extremamente triste.

Mas muito bonita com certeza.


Lulu: Concordo com a Dani, também acho essa música bem melancólica...

Minha segunda indicação também é música clássica e vai para a Valsa da Bela Adormecida do balé escrito por Tchaikovsky. Eu não gosto da história da Bela Adormecida – de uma maneira geral, ela me dá calafrios – mas essa música é outra que me deixa sorrindo sozinha e encantada com o mundo em geral.



Dé: Por que eu sabia que teria uma música clássica na lista da Lu? Não lembrava dessa, mas achei ótima. Adicionada na minha lista. ^^

Dani: Gosto muito de música clássica. Muito mesmo. Tanto que toquei violino por 6 anos numa orquestra. Mas tenho alguns problemas com Tchaikovsky. Não são todas dele que me atraem. Essa na verdade é uma delas...

Lulu: Que danado, porque eu nunca soube que minha filha tinha tocado violino?

Eu gosto do Tchaikovsky. Tenho um caso de amor com todo o balé do Quebra-Nozes. E a despeito de detestar Romeu, como detesto a Bela Adormecida, eu também sou apaixonada pelo Tema de Amor do balé de Romeu e Julieta.


Ísis: Volta e meia canto a versão da Disney dessa música. Não sou capaz de esquecê-la.

Minha segunda opção vai para uma música que anima. Se estou com raiva, ou estressada, coloco algo que me faz querer me movimentar e, assim, liberar energia o suficiente para me acalmar.

Obviamente que para isso há várias, mas muitas delas vêm de filmes, e acabo lembrando das cenas, o que não ajuda a relaxar em nenhum sentido (nem pra acalmar, nem pra concentrar). Por isso, resolvi escolher uma que não tenha (que eu saiba) um filme. Escolhi uma do jogo PUMP IT UP (mas foi difícil escolhe qual):


É a Winter, de Vivaldi. Esse jogo tem, entre outras, muitas músicas clássicas remixadas para dançar, como Für Elise, Csikos Post e Canon. Por sinal, a Moonlight Sonata que o Dé indicou também tem versão nesse jogo, e é massa de dançar, embora acabe com as pernas mesmo no nível mais fácil que ela tem. É só procurar no youtube, pra quem quiser ouvir.


Dé: Que surpresa! Uma música do jogo favorito da Isis! XD

Mas dando a César o que é de César, essa música é massa, embora eu prefira a original... =P


Ísis: Nem lembro mais da original... Só vem essa versão à minha mente... oO

Dani: Tenho o mesmo problema com Vivaldi. Acho as músicas dele muito agitadas... Mas minhas favoritas dele são com certeza Outono e Inverno.

Mas para minha segunda música relaxante, seria com certeza Melodia Africana III de Ludovico Einaudi. Não sei por que, mas há algo no som do piano sozinho que eu acho extremamente relaxante. Muito mais do que uma sinfonia completa ou mesmo um dueto ou quarteto...



Lulu: Não conhecia e me apaixonei de novo. Que melodia linda... Vou procurar mais do compositor depois... Enfim, segue a lista das nossas escolhas desse mês:

Duas Músicas Relaxantes



1. Warrior, da banda Disturbed.
2. Sonata ao Luar, de Beethoven.

Lulu

1. Kisses and Cake, de John Powell
2. Valsa da Bela Adormecida, de Tchaikovsky

Ísis

1. Pimeä onni, de Jippu & Samuli Edelmann
2. Inverno, Vivaldi

Dani

1. Noturno Opus 9 N.2, de Chopin
2. Melodia Africana III, de Ludovico Einaudi.


____________________________________

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog