3 de dezembro de 2013

Para ler: Ex-Libris – Confissões de uma Leitora Comum

Cada nova busca é uma viagem às Índias, uma procura por tesouros enterrados, uma jornada ao final do arco-íris; e se ao término houver um pote de outro ou simplesmente um delicioso livro, sempre terá maravilhas ao longo do caminho.
A primeira coisa que tenho a dizer sobre Ex-Libris – Confissões de uma Leitora Comum é: que livro gostoso de ler! Consegui-o numa troca, depois de ter visto um comentário de algum dos meus amigos bibliófilos e comecei a ler praticamente do momento em que o tirei do envelope.

Fadiman nos convida, nos ensaios que compõem esse volume, a entrar na intimidade da sua casa, de sua família, a participar das tradições e manias que sua ‘tribo’ de viciados em livros possuem. E faz isso de forma admirável, sem formalidades, sem didatismo: é uma saborosa conversa daquelas tidas no alpendre da casa da sua avó, balançando nas confortáveis cadeiras de balanço à sombra da mangueira velha.

Considerando que essa é uma das minhas memórias favoritas da infância, devo observar que não é qualquer livro que consegue ganhar tal comparação. Mas não é só o fato de que ela consegue escrever como se estivesse conversando (e comendo bolinhos) com o leitor – é o fato de que ela não tem medo de rir de si mesma, de brincar. De compartilhar sua obsessão com vocabulário e gramática, sobre seu medo de combinar sua biblioteca com a do marido (e o que fazer com os volumes repetidos de ambos...), seu prazer com volumes sobre exploração polar (e para variar, quero ler os autores de que ela falou...).

Todos os ensaios do livro de Fadiman são declarações de amor aos livros. Amor carnal, amor místico, amor sublime, amor platônico. Um amor que ela aprendeu da infância, influenciada pela família (e todos os Fadiman são malucos por livros!), que a acompanhou no casamento (George é praticamente perfeito!), no trabalho, na vida.

Aos apaixonados por livros, fica a dica. Vão ler Ex-Libris – Confissões de uma Leitora Comum . Vocês não vão se arrepender.


A Coruja


____________________________________

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog