16 de novembro de 2013

Clube do Livro (Booktour): Ficção de Polpa - Volume 2

De robôs em crise de consciência a astronautas e alienígenas solitários, armadilhas do sobrenatural que se escondem onde menos se espera, experiências científicas que dão errado, um golem descontrolado e um detetive do imaginário. Em 20 contos inéditos, os autores reunidos em Ficção de polpa 2 exploram os temas da ficção científica, do horror e da fantasia.
Comecei esse segundo volume da série Ficção de Polpa logo após terminar de ler o especial “Crime”, de que já falei anteriormente. Ficou um pouco fora de ordem, porque depois que fui me dar conta que estava lendo o quarto título e depois voltando para o segundo, mas quem se importa com a ordem, não é verdade?

Ficção de Polpa – Volume 2 traz vinte novos contos para a coleção de histórias surrealmente divertidas que é a proposta da série. Confesso que passei boa parte da minha leitura fazendo referências cruzadas – encontrei de Gaiman a Planeta dos Macacos; Frankenstein a Mr. Poe.

Não sei se pela expectativa, mas em comparação ao primeiro volume, que me pegou completamente de surpresa, esse segundo foi um pouco mais morno em suas bizarrices. Afinal, eu dessa vez estava esperando algo que me explodisse a cabeça (ou escorresse para fora do ouvido...). Talvez porque a ênfase desse segundo livro seja a ficção científica e essa não seja exatamente a minha especialidade.

Meu destaque vai para os contos mais sutis, que ficam entre a nostalgia e a melancolia: Visitas, que tem um garoto, aliens e walkie talkies e me fez pensar em filmes dos anos 80 (e a cena inicial dele me lembrou muito o início de O Oceano no Fim do Caminho); Nós, Robôs, cuja triste delicadeza em pouco mais dez parágrafos me impressionou e Braços Longos para os Adeuses, cujo título incrivelmente poético faz bem jus ao texto.

Mas a minha história favorita, sem dúvida alguma, foi Traz Outro Amigo Também, narrando as desventuras de um detetive português num caso em busca de um amigo imaginário. Não, sério, ele é contratado para encontrar um amigo imaginário perdido na infância... e ele é o mesmo detetive esquizofrênico de A Conspiração dos Relógios que tem como companheiro um coelho azul gigante chamado Tobias.

Gostei bastante do livro, acho que toda a idéia por trás da série Ficção de Polpa é, francamente, genial. O projeto gráfico do livro também é excelente, com suas propagandas e anúncios no início, mais um conto bônus clássico da ficção científica.

E que venha mais!


A Coruja


____________________________________

 

Um comentário:

  1. Olá. Fico feliz que tenha gostado do livro. Talvez goste de saber queo conto Traz outro amigo também, do qual falaste, foi adaptado para um curta-metragem bastante premiado. Tem pra ver no youtube, a imagem não está com muita qualidade, mas o curta inteiro está ali - http://www.youtube.com/watch?v=tx60Sna1Qog

    ResponderExcluir

Sobre

Livros, viagens, filosofia de botequim e causos da carochinha: o Coruja em Teto de Zinco Quente foi criado para ser um depósito de ideias, opiniões, debates e resmungos sobre a vida, o universo e tudo o mais.

Cadastre seu email e receba as atualizações do blog

facebook

Arquivo do blog